Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

17
Jan12

À descoberta da Índia - Orchha (4)

Armando Isaac

Orchha situa-se numa ilha do rio Betwa, num bonito cenário com florestas. Foi fundada no século XVI, pelo governante rajaputa Rudra Pratap e depois abandonada no século XVIII. Fica junto a uma aldeia tradicional, que parece ter parado no tempo, mas que continua em plena actividade, com um mercado animado e vários hotéis, encontram-se palácios evocativos, templos e cenotáfios chhatri.

O complexo fortificado é acessível através de uma ponte, que vai dar ao Raj Mahal, construído por Madhukar Shah. Possui sóbrias fachadas encimadas por chhatris e contém um interior extraordinário. Os traços decorativos mais extraordinários são os subtis murais retratando os mitos hindus e a vida da corte,alguns ainda em condições impecáveis. Ainda mais rico na sua decoração é o mais tardio Jehangir Mahal, construído para comemorar a visita do imperador mongol, no século XVII.

 
Porteiro do Orchha Resort
 
Flautista do Orchha Resort
 
Homem santo
Homem Santo
 
Fachada do Fort Complex
 
Ponte de acesso ao Fort Complex
 
Portão principal do Fort Complex
 
Fort Complex
 
Macacos no Jardim do Fort Complex
 
Hotel do Fort Complex
 
Porta com canhões
 
Portão interior
 
Vista geral do Palácio
 
Pátio interior
 
Telhados do Palácio
 
Arredores do Fort Complex
 
Vista geral do Palácio
 
Rio Betwa
 
Vista geral do Palácio
 
Olhar discreto
 
Vista geral do Palácio
 
Auto - riquexó
 
Mural interior
 
Mural interior
 
Mural interior
 
Salas interiores do Palácio
 
Homem santo
 
Mulheres
 
Barbeiro
 
Estação de combóios de Jhansi
Fotos: © Armando Isaac
 

11 comentários

Comentar post