Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

01
Set13

Arco da Rua Augusta

Armando Isaac

Arco do Triunfo, Arco Triunfal, Arco do Triunfo da Rua Augusta é um arco situado na parte norte da Praça do Comércio, sobre a Rua Augusta, em Lisboa, Portugal.

A sua construção começou após o terramoto de 1755, mais concretamente em 1775, mas esta primeira versão, que poderá não ter sido concluída, viria a ser demolida em 1777, após o início do reinado de D. Maria I e a demissão do Marquês de Pombal. Em 1783, recomeçou a edificação do arco segundo o projecto do arquitecto Veríssimo José da Costa que remonta a 1843/44, tendo ficado as obras concluídas em 1875.

Na parte superior do arco, é possível observar esculturas de Célestin Anatole Calmels, enquanto num plano inferior se encontram esculturas de Vitor Bastos. As esculturas de Calmels representam a Glória, coroando o Génio e o Valor. As esculturas de Vítor Bastos representam Nuno Álvares Pereira, Viriato, Vasco da Gama e o Marquês de Pombal. 

Temos ainda na lateral esquerda o rio Tejo e na lateral direita o rio Douro. Os rios Tejo e Douro delimitam a região onde viviam os Lusitanos1

O texto inscrito no topo do arco remete-nos à grandiosidade portuguesa aquando dos descobrimentos e à descoberta de novos povos e culturas. VIRTVTIBVS MAIORVM VT SIT OMNIBVS DOCVMENTO.PPD “Às Virtudes dos Maiores, para que sirva a todos de ensinamento. Dedicado a expensas públicas”.

A partir de 9 de Agosto de 2013, é possível, usando um elevador e dois lances de escadas íngremes, chegar ao miradouro no topo do Arco, por 2,5 euros.


Fonte: Wikipédia

 

  

 

Fotos: © 2013 Armando Isaac




14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2