Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

04
Jun15

Pomarão

Armando Isaac

Pomarão é uma pequena aldeia alentejana do concelho de Mértola, com muito pouca população. Faz fronteira com Espanha e fica situada na encosta, na margem esquerda do rio Guadiana, junto à confluência do rio Chança.

Em 26 de Fevereiro de 2009, foi inaugurada a Ponte Internacional do Baixo Guadina, sobre o rio Chança, que veio reduzir a distância por estrada à povoação de El Granado de 140 Km para apenas 12 Km.

Próximo do Pomarão fica igualmente a barragem do Chança, barragem espanhola utilizada para o abastecimento em água da costa de Huelva, da cidade de Huelva e da sua zona industrial.

Entre 1859 e 1860, a empresa proprietária da mina de São Domingos mandou levantar no Pomarão uma povoação, depósitos de mineral, terminal ferroviário e dois cais de embarque, onde atracavam os navios mineraleiros à vela e a vapor que subiam o Guadina desde a foz.

Dali partiam os navios carregados de minério (pirites) que vinham por via férrea desde a mina de S. Domingos, encerrada no início dos anos 70, para a CUF, no Barreiro, e para Inglaterra (por Vila Real de Santo António).

O minério chegava ao porto do Pomarão transportado por uma das primeiras linha de caminho-de-ferro construídas em Portugal (1858), apenas dois anos após a inauguração do troço Lisboa-Carregado.

O movimento do porto era elevado. Em 1864 apresentaram-se no Pomarão 563 navios para embarque de minério.

De referir que era considerado porto comercial, pois ficada situado no limite de navegabilidade do Guadina, com acesso a embarcações até cerca de 4 metros de calado.

Fonte: Wikipédia

 

DSC_1376 Pomarão.jpg

 

DSC_1377.jpg

 

DSC_1378.jpg

 

DSC_1379.jpg

 

DSC_1383.jpg

 

DSC_1384.jpg

 

DSC_1387.jpg

DSC_1388.jpg

 

DSC_1390.jpg

 

DSC_1391.jpg

 

DSC_1392.jpg

 

DSC_1393.jpg

 

DSC_1395.jpg

 

DSC_1400.jpg

DSC_1401.jpg

 

DSC_1402.jpg

 

DSC_1403.jpg

 

DSC_1404.jpg

 

DSC_1405.jpg

 

DSC_1406.jpg

 

DSC_1409.jpg

 

Fotos: © 2015 Armando Isaac  

 

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2