Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

#MOMENTOS

Momentos são pequenas fracções de tempo em que algo, único e irrepetível, acontece e que o fotógrafo teve a capacidade de captar! Mostram-nos movimento, emoção e contam-nos uma história.

02
Jun20

Taj Mahal - Uma das Sete Maravilhas do Mundo

Armando Isaac

A proeminência da cidade de Agra, deve-se a um único monumento, o Taj Mahal. Trata-se da glória da Índia mongol, com a sua fachada de mármore branco, as cúpulas e os minaretes emanando uma aura de grandeza, que está muito longe da realidade da Índia actual. O Taj Mahal foi construído por Shah Jahan, como expressão de amor, em memória da sua esposa favorita, Muntaz Mahal, que morreu ao dar à luz o seu 14º filho. O desolado imperador determinou-se a construir um mausoléu inultrapassável e, 22 anos mais tarde, em 1653, depois de serem transportadas toneladas de mármore de Jodhpur e pedras semi-preciosas de toda a Ásia para o local por elefantes, a obra prima foi concluída. Consta-se terem trabalhado na obra cerca de 22. 000 artífices e operários.

Por mais imagens que se possam ter visto do Taj Mahal, a realidade continua a ser surpreendente, a escala estupenda e a superfície em mutação com a luz. As horas ideais para o visitar são o nascer e o pôr do Sol, quando o mármore branco translúcido parece flutuar numa luz suave, muitas vezes nublada, com o seu reflexo cintilando ao longo do canal de água que atravessa os jardins que evocam, no típico estilo mongol, um paraíso islâmico de paz.

O Taj Mahal foi classificado pela UNESCO, como Património da Humanidade.
Em 7 de Julho de 2007, foi celebrado em Lisboa, como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

_DSC5957.jpg

_DSC5960.jpg

_DSC5970.jpg

_DSC5978.jpg

_DSC5980.jpg

_DSC5981.jpg

_DSC5989.jpg

_DSC5991.jpg

_DSC5995.jpg

_DSC5996.jpg

_DSC6000.jpg

_DSC6004.jpg

_DSC6006.jpg

_DSC6008.jpg

_DSC6011.jpg

_DSC6012.jpg

_DSC6013.jpg

_DSC6015.jpg

 

_DSC5992.jpg

_DSC5994.jpg

_DSC6023.jpg

_DSC6026.jpg

_DSC6029 Taj Mahal.jpg

_DSC6030.jpg

_DSC6033.jpg

_DSC6035.jpg

_DSC6039.jpg

_DSC6040.jpg

_DSC6042.jpg

_DSC6049.jpg

_DSC6051.jpg

_DSC6058.jpg

_DSC6061.jpg

_DSC6069.jpg

_DSC6071.jpg

_DSC6078.jpg

_DSC6079.jpg

_DSC6082.jpg

_DSC6083.jpg

_DSC6085.jpgFotos: © 2020 Armando Isaac

 

 

 

26
Mai20

Khajuraho - Erotismo

Armando Isaac

Khajuraho é hoje um dos mais populares destinos turísticos na Índia, provavelmente pela presença do maior grupo de templos Hindus medievais, famosos pelas suas esculturas eróticas, onde serviu de capital religiosa à dinastia Hindu Rajput dos Chandelas, que controlou esta parte da Índia entre o século X e o século XII os quais seriam seguidores do culto tântrico.

O conjunto de templos foi construído ao longo de cem anos, desde o ano 950 até ao ano 1050, dotado de uma área central protegida por uma muralha com oito portões, cada um dos quais com duas palmeiras de ouro. Na época áurea da cidade, contavam-se mais de 80 templos Hindus, dos quais apenas 22 se encontram em estado razoável de conservação, espalhados numa área de cerca de 21 km².

São um exemplo da ligação entre a religião e o erotismo, sendo excelentes demonstrações dos estilos arquitectónicos da Índia que ganharam popularidade devido à representação lascíva de alguns aspectos da forma de vida tradicional durante a época medieval naquela região. Viriam a ser redescobertos somente durante o século XX, tendo sofrido bastante com o crescimento das selvas circundantes que causaram prejuízos a alguns dos monumentos. O declínio económico e financeiro dos Chandelas Rajputs é tido como a razão principal para o abandono do local como centro de culto e vida social, sendo por isso a principal causa da deterioração provocada pela acção dos elementos da natureza aos monumentos.

O conjunto de monumentos foi classificado pela UNESCO como Património Mundial.

Esculturas eróticas

Algumas correntes de opinião mais críticas catalogam os templos de Khajuraho como uma forma de expressão do Hinduísmo ligada ao nudismo ou o sexo, mas as correntes de opinião contrárias contrapõem, afirmando que na actualidade os templos não têm expressão religiosa existente, servindo apenas como meros monumentos.

A dinastia Hindu Rajput dos Chandelas, era seguidora do culto tântrico, segundo algumas opiniões, muitas vezes mal interpretado, que crê na gratificação dos desejos terrenos como um passo adiante para atingir a libertação total (e posteriormente o Nirvana).

Pensa-se que os segmentos filosóficos do tantrismo, como é o exemplo do "Mahanirvana Tantra" tenham sido completamente esquecidos após o abandono do local como forma de culto, o que pode explicar o porquê dos grupos tântricos terem desaparecido.

Fonte: Wikipédia

_DSC5710.jpg

_DSC5711.jpg

_DSC5712.jpg

_DSC5713.jpg

_DSC5714.jpg

_DSC5715.jpg

_DSC5716.jpg

_DSC5717.jpg

_DSC5718.jpg

_DSC5719.jpg

_DSC5722.jpg

_DSC5723.jpg

_DSC5727.jpg

_DSC5729.jpg

_DSC5730.jpg

_DSC5733.jpg

_DSC5734.jpg

_DSC5735.jpg

_DSC5736.jpg

_DSC5737.jpg

 

_DSC5738 (1).jpg

 

_DSC5741.jpg

_DSC5742.jpg

_DSC5745.jpg

_DSC5746.jpg

_DSC5747.jpg

_DSC5748.jpg

_DSC5750.jpg

_DSC5753.jpg

_DSC5756.jpg

_DSC5757.jpg

_DSC5758.jpg

_DSC5759.jpg

_DSC5760.jpg

_DSC5761.jpg

_DSC5766.jpg

_DSC5767.jpg

_DSC5768.jpg

_DSC5770.jpg

_DSC5776.jpg

_DSC5778.jpg

_DSC5779.jpg

_DSC5782.jpg

_DSC5785.jpg

_DSC5788.jpg

_DSC5789.jpg

_DSC5790.jpg

_DSC5791.jpg

_DSC5792.jpg

_DSC5793.jpg

_DSC5794.jpg

_DSC5795.jpg

_DSC5813.jpg

_DSC5814.jpg

_DSC5815.jpg

_DSC5817.jpg

_DSC5818.jpg

_DSC5819.jpg

_DSC5822.jpg

_DSC5823.jpg

_DSC5824.jpg

_DSC5825.jpg

_DSC5827.jpg

_DSC5829.jpg

_DSC5830.jpgFotos: © 2020 Armando Isaac

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Mensagens

Calendário

Dezembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

Posts mais comentados

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D